PR2SMA | Pico Alto – Anjos

PR2SMA | Pico Alto – Anjos

Este percurso inicia-se na estrada florestal do Pico Alto, passa pelo Barreiro da Faneca, pela Baía da Cré e termina nos Anjos. O caminho começa numa estrada alcatroada que sobe em direção ao Pico Alto (591m), o pico mais alto de Santa Maria, e que constitui um excelente miradouro de onde se pode avistar toda a ilha, assim como a ilha vizinha de São Miguel, em dias de boa visibilidade.

Após visitar o miradouro do Pico Alto, volte para trás e siga pelo atalho de pé posto que se encontra em frente e que desce ao longo de uma mata de criptomérias em direção à Chã de João Tomé.

Neste atalho poderá observar algumas plantas da floresta de Laurissilva: pau-branco, urze, uva-da-serra, tamujo e louro, entre outras. Ao fim de aproximadamente 2 km chegará a uma casa abandonada dos Serviços Florestais, a partir da qual o trilho segue por um caminho de terra batida até chegar à estrada regional, onde deverá voltar à esquerda.

Seguindo a estrada, após 100 m, encontrará um caminho à direita por onde deverá seguir.

Continue sempre em frente e, depois de cerca de 800m, volte novamente à direita e prossiga até encontrar indicações para voltar à esquerda para o Barreiro da Faneca, um ecossistema único em todos os Açores, constituído por terrenos argilosos de cor avermelhada.

Ao chegar ao Barreiro da Faneca, que também é conhecido por “Deserto Vermelho dos Açores”, deverá contorná-lo pela esquerda e, continuando o percurso, chegará a uma zona habitada, onde deverá voltar para a direita, seguindo em direção à Baía da Cré.

Neste troço a paisagem muda completamente, apresentando uma vegetação rasteira, com predominância de cactos, faias, incensos e murtas.

O percurso prossegue por entre a Ribeira do Lemos à esquerda e a Baía da Cré à direita. Um pouco à frente deverá fazer um desvio à direita para uma antiga Vigia da Baleia, de onde se avistam os Anjos, a Ponta dos Frades, a Baía da Cré e o Ilhéu das Lagoinhas. Após visitar a vigia volte atrás para o trilho principal, que agora prossegue ao lado de uma pequena linha de água e que desce até ao leito da Ribeira do Lemos. Cuidadosamente, atravesse a ribeira e prossiga no trilho que sobe por antigas canadas até uma estrada alcatroada.

Nesse ponto, se estiver cansado, pode optar por virar à direita e descer diretamente para os Anjos. Caso contrário, siga as marcas e volte à sua esquerda para um caminho de terra que prossegue por entre pastagens, durante cerca de 2 km, para os Anjos.

Pede-se aos caminhantes o favor de fecharem todas as cancelas de modo a evitar a fuga do gado. Após chegar aos Anjos, poderá ainda fazer um desvio à esquerda para visitar a Furna de Santana.

Este trilho atravessa áreas muito secas e, em dias de muito calor, é necessário ingerir grandes quantidades de água, sendo assim imprescindível um bom aprovisionamento antes da partida.

Este percurso atravessa duas zonas de reserva: a Paisagem Protegida de Interesse Regional da Costa Norte e a Reserva Natural da Baía dos Anjos. É da responsabilidade de todos nós contribuir para a sua proteção, bem como assegurar a sua biodiversidade através da conservação do habitat natural.

 

VER FOLHETO